Pular para o conteúdo principal

CEDESP Santa Marina - Caroline Querino - Depoimento

Nome do educadora: Caroline Querino
Tempo que está no Instituto e o cargo: 2 anos e 8 meses

Resumo do conteúdo do curso /Técnicas Administrativas – Auxiliar Administrativo (SENAI) e Gestão nas Empresas:

Aulas sobre Comunicação, Noções de Administração, Organização de Escritório,  Contabilidade e Recursos Humanos. 
 Qual o seu ponto de vista do projeto social Rogacionista?
    A população mais carente sente-se impotente diante dos problemas vividos na própria pele, muitos simplesmente não conseguem reagir para mudar a situação em que se encontram. Acredito que instituições sociais são um instrumento fundamental na tentativa de mudança para as pessoas com vulnerabilidade social.
   Os projetos do Instituto  mostram a importância de se cuidar melhor das pessoas, de melhorar a vida e o meio ambiente, além de preparar para o mundo do trabalho. Mostram, a cada um, que o caminho para uma vida melhor é a participação e a força de vontade aliados ao desejo coletivo de transformação.
A Educadora e os educandos - em atividade










 



 
 
 
 

Formação Continuada - SENAC - Faustolo 

No Catavento 
"Sou um eterno aprendiz que no traçado da história tenta entender quem sou. Sou apenas um caminhante a procura de mim mesmo."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DISTRIBUIÇÃO SACOLAS MATERIAIS PEDAGÓGICOS – CEI ANÍBAL DI FRANCIA

O Centro de Educação Infantil Aníbal Di Francia, realizou no dia 06 de julho, a distribuição das sacolas com materiais pedagógicos para as crianças desenvolverem as atividades em casa. Olha a felicidades das crianças.
O Instituto Rogacionista e o CRAS-Lapa têm a alegria de convidá-los para a celebração do primeiro aniversário do Núcleo Madre Nazarena - CCA Leopoldina. Data: 01 de junho de 2011 Horário: 9 horas e 30 min Local: Rua Blumenau, 66 Vila Leopoldina 36419241 / 84030382 www.institutorogacionista.org.br   madrenazarena@institutorogacionista.org.br

XIPÁ É BASE DOS QUITUTES NA OFICINA DO PROJETO MUDANÇA DE HÁBITOS ALIMENTARES

A culinária indígena possui sabores muito particulares, o tradicional xipá – massa frita feita com farinha de trigo, água e sal é consumido diariamente em vários momentos das refeições.   Durante a oficina do Projeto “Mudança de Hábitos Alimentares”, foi dia de aprender a fazer quitutes, a nutricionista Lúcia Martinez, ensinou a fazer pastel, coxinhas, esfirras, pastelão de frango, pão enrolado com queijo e presunto e torta de legumes com as massas feitas com a base no xipá e reaproveitando todos os alimentos.